[one_half]

Capítulo 10

OS PRIMEIROS MOVIMENTOS DA REFORMA

Destacamos os principais movimentos reformadores: os Albigenses ou cátaros (nome vindo da palavra catharu = “puritanos”). Surgiu no sul da França, cerca do ano 1170. Esses crentes distribuíam o Novo Testamento para o povo ler livremente (o que era proibido aos leigos pela igreja), e pregavam o evangelho puro. Eles não aceitavam as doutrinas do purgatório, a adoração de imagens, a salvação pelas obras e as pretensões sacerdotais. Eles não aceitavam o Antigo Testamento. O papa Inocêncio III, em 1208, mobilizou uma cruzada contra eles e foram exterminados.

Os Valdenses surgiram na mesma época sob a direção de Pedro Valdo, um comerciante de Lyon, na França (1170). Eles não aceitavam os costumes e as doutrinas católicas romanas e viajavam ganhando adeptos em todos os lugares em que iam. Cruelmente perseguidos, eles encontraram abrigo nos vales (daí a nome: valdenses) no norte da Itália. Esse grupo, apesar das muitas perseguições por parte da igreja romana, tem expressão até hoje.

Os Lolhardos (nome pejorativo), movimento que defendia os ensinos de João Wycliffe (1382), na Inglaterra. Ele foi o primeiro tradutor da Bíblia para a língua inglesa. Esse grupo defendia a Bíblia como a única fonte de fé e conduta e o direito de todos poderem lê-la e interpretá-la. Eles eram críticos da hierarquia eclesiástica, negavam o celibato do clero, a transubstanciação, as indulgências e a autoridade papal. Foram influenciadores da reforma na Inglaterra e na Escócia. Outros líderes: João Huss, na Boêmia (martirizado na fogueira em 1445); ele foi grandemente influenciado pelos Lolhardos. Jerônimo Savonarola, monge da Ordem dos Dominicanos, na Itália, fez uma evidente reforma religiosa e dos costumes, na cidade de Florença (martirizado em 1453, apenas 19 anos antes de Lutero apresentar as suas teses que iniciaram o maior movimento reformista na Igreja).

Os Anabatistas (literalmente os que batizam de novo), movimento surgido no início do século XVI (antes da Reforma Luterana). Esse movimento, em especial, negava a validade do batismo infantil, admitindo somente o batismo de adultos e o faziam por imersão nas águas. Eram conhecidos, também, como “os irmãos suíços”. Quando surgiu a Reforma Protestante, no Cantão de Zurique, na Suíça, eles procuraram se unir, inicialmente, à Reforma, mas como os reformadores se opunham a este batismo por imersão (que chamavam de rebatismo), passaram a perseguir duramente os anabatistas. Em 1527, Feliz Manz, um dos seus líderes, foi condenado à morte por afogamento pelas autoridades protestantes. Todos esses movimentos, de uma forma ou outra, prepararam a ocorrência da Reforma Luterana que logo surgiria.


Tags:

[/one_half]

Confira Também

Agenda 2016

Entre em Contato

Nos reunimos todos os domingos, 18 horas na rua Mali, 255, Vila Ipiranga, Porto Alegre.

E-mail: secretaria@igrejaempoa.com.br ou igrejapoasecretaria@gmail.com

Telefones:

3398-3285

3398-3284