[one_half]

Capítulo 14

OS PIONEIROS DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO CRISTÃO

Desde os dias apostólicos, os discípulos de Jesus procuraram cumprir o mandamento recebido do Senhor da Igreja: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mateus 28.19). Assim, desde cedo, o cristianismo foi levado, de diferentes formas e por distintas pessoas, a muitos lugares do mundo. Foi pela decisão de ir mais além que o paganismo do império romano deu lugar ao cristianismo na Europa. Depois do século X o espírito missionário enfraqueceu, mas não deixou de existir. Um monge, Francisco Xavier, liderou um movimento missionário, nascido dentro da igreja romana, que cristianizou muitos lugares do mundo pagão. Quando a Reforma Protestante surgiu, inicialmente ela se preocupou mais em purificar e reorganizar a igreja do que expandir a fé.

As igrejas reformadas só começaram a evangelizar os países pagãos em 1732, quando os moravianos (cristãos reformados da Moravia, região central da Tchecoslováquia, liderados pelo Conde Zinzendorf) começaram a estabelecer missões estrangeiras. Hans Egede, um dos seus líderes, foi enviado à Groenlândia e, logo após, outros missionários partiram para evangelizar os índios da América do Norte e Índias Ocidentais e, após, em países orientais. Na Inglaterra as primeiras missões foram estabelecidas por Guilherme Carey. Ele era um sapateiro que se educou por si mesmo, chegando a ser um dos homens mais eruditos da sua época. Em 1792 ele pregou um sermão que tinha dois títulos: “Empreendei grandes coisas para Deus” e “Esperai grandes coisas de Deus”. Esse sermão inspirou a criação da Sociedade Missionária Batista, na Inglaterra. Após, Guilherme Carey foi para a Índia, em Serampore (colônia dinamarquesa, perto de Calcutá).

Na América do Norte o primeiro mover missionário nasceu em uma reunião de oração realizada pelos alunos do Colégio Williams, em Massachusetts. Fugindo de uma tempestade, um grupo de estudantes se abrigou em um paiol onde o feno era guardado. Eles começaram a orar e ali mesmo foram levados a consagrar as suas vidas à obra de Cristo no mundo pagão. A consagração deste grupo de jovens inspirou o surgir da Junta Americana de Comissionados para Missões Estrangeiras. Essa Junta teve início como um trabalho interdenominacional, passando, mais tarde, para as igrejas congregacionais. Elas, inicialmente, enviaram quatro missionários ao Extremo Oriente, à Índia e Birmânia. Na mesma época, na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos, houve um despertar missionário que gerou um grande interesse pelo trabalho em países estrangeiros.

Dentre os muitos homens que se consagraram ao trabalho missionário ou, como a Bíblia refere, apostólico, nos últimos séculos, destacamos: Richard Hooker, na Inglaterra; Thomas Cartwright, considerado o fundador do puritanismo (movimento calvinista na Inglaterra). Esse homem foi missionário nas ilhas Guernsey e Jersey (ilhas Anglo-Normandas). Jonathan Edwards (1703-1758), do seu púlpito nasceu o “Grande Despertamento”, um avivamento que se espalhou por todas as colônias norte-americanas. Ele foi, também, missionário entre os índios norte-americanos. John Wesley, inglês, o fundador do metodismo, que pregou em toda a Inglaterra, Irlanda e Escócia enviou muitos missionários para a América do Norte. Mais recentemente temos Robert Moffat e Robert Morrison, que foi o primeiro missionário protestante a ir à China. David Livingstone, que foi para a África em 1841 como médico, desbravador e pregador; J. Hudson Taylor (1832-1905), organizador da Missão Interior da China que, sozinho, sem amparo de nenhuma Missão, instituiu a maior rede de missionários nesse país (cerca de 641). Albert Schweitzer, pastor, teólogo, filósofo, médico e músico, renunciou a todo o seu prestígio na Europa para ser missionário-médico, em Iambaréné, no Gabão (África), onde construiu um hospital em 1913. Hoje muitas organizações missionárias estão no mundo. Há, ainda, grandes desafios que apelam à decisão de nos lançarmos, de diferentes formas, levando o evangelho da salvação em Cristo aos que dele precisam com urgência. Amém.


Tags:

[/one_half]

Confira Também

Agenda 2016

Entre em Contato

Nos reunimos todos os domingos, 18 horas na rua Mali, 255, Vila Ipiranga, Porto Alegre.

E-mail: secretaria@igrejaempoa.com.br ou igrejapoasecretaria@gmail.com

Telefones:

3398-3285

3398-3284