[one_half]

Como se dá o processo de Santificação

Nosso Deus não deixou por menos. Sua ordem é bem enfática: “Sereis santos, porque eu sou santo” (Lv 11.44). Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”(Hb 12.14).

O grande fato é que Ele nos criou para sermos como Ele é, como seu Filho é, como o Espírito Santo é, ou seja três vezes SANTO. À primeira vista, esta parece ser uma ordem impossível de cumprirmos, porque nos sentimos tão pecadores. Ou nos vem à mente a idéia errônea de que santos são umas poucas criaturas privilegiadas, com auréolas nas cabeças e que chegaram, no dizer católico, “à glória dos altares”(e pior ainda, passam a ser idolatradas).

A verdade bíblica é: desde que fomos comprados e lavados pelo sangue de Jesus e passamos a ser habitados e cheios do Espirito Santo, o próprio Deus nos chama de santos. Reparem como a maioria das cartas Paulo começam: “Aos santos que vivem em Éfeso, Corinto, Colossos.” E por extensão até hoje: “Aos santos que vivem em Porto Alegre, Salvador, Rio de Janeiro…”

A palavra “santo” tem o primeiro sentido de separado para Deus. Ao nos lavar com o sangue de seu Filho Ele já nos purificou e santificou, no sentido de separar para Si mesmo seu povo escolhido. Agora, nós é que iremos cooperar com Ele para que este processo de santificação torne-se cada vez mais refinado. Assim, a santificação efetuada por Deus torna-se, ao mesmo tempo, um ato tremendo de Deus, e um processo em que cooperamos diariamente para tornar-nos cada dia mais semelhante a Jesus.

Vejamos, então, como podemos cooperar eficazmente com nosso Pai neste maravilhoso processo de santificação. Em minha experiência considero os passos que seguem abaixo como deveras importantes:

1º Passo – Vida de contemplação – O Salmo 34.5 diz: “Contemplai-o e sereis iluminados.” E o Salmo 36.9 acrescenta: “Pois em ti está o manancial da vida, na tua luz vemos a luz.” Quando olhamos todos os dias para Ele nós nos agradamos dele, passamos a ter intimidade com Ele, passamos a gostar dele, a amá-lo, a adorá-lo cada vez mais. Nossa vida tem que ser um retiro o tempo todo. A beleza de Jesus é pra ser contemplada diariamente. E lembre de contemplar Jesus também nos irmãos. “Se teus olhos forem bons todo o teu corpo será luminoso”(Mt 6.22).

2° Passo – Crescer na confiança que Ele te ama. – Ele te olha com amor todos os dias. O Salmo 34.15 diz que “Os olhos do Senhor repousam sobre os justos.” Deus é amor. Ele nos ama tanto que deu Seu único Filho por nós(Rm 5.8). Qualquer pai, qualquer mãe seguramente se lembra quando contemplava amorosamente seu primeiro filhinho e se deleitava, às vezes, por longos minutos, nesta contemplação. Você sentia gozo, profunda alegria ao olhar com amor aquela criança. Assim Deus nos olha todos os dias.Ele quer estar pertinho de ti a todo momento. Nunca duvide do grande amor de Deus por você e vá crescendo nesta confiança a cada dia. Esta é uma coluna que não pode ser jamais tocada na vida de um cristão. Ele te acha interessante. Ele escolheu gostar de você. Ele é Deus! Primeiro nós O olhamos, depois, cremos que Ele nos olha.

3º Passo – Provamos a bondade de Deus – O Salmo 34.8: “Provai e vede que o Senhor é bom”; Efésios 5.9 fala: “Porque o fruto da luz consiste em toda a bondade.”

O retorno deste relacionamento é provar Seu cuidado, amparo, consolo, suprimento e o Seu amor em todos os aspectos. . Vamos vendo suas promessas cumprindo-se ao nosso redor. “Agrada-te do Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração”(Sl 37.4). Isso produz uma conquista em nós que redunda em gratidão, louvor e adoração. A partir daí você “se abre” mais para Deus. Ao contrário do filho perdido dentro da casa, você passa a entender que tudo o que o Pai tem é teu.

4° Passo – Seu rosto desvenda-se para ti – É o que diz em 2 Coríntios 3.18: “E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando como por espelho a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.”

Vamos nos abrindo para a Ele e Ele vai nos mostrando o Seu rosto glorioso. Glória, entre outras coisas, quer dizer PRESENÇA de Deus. Tudo isto vai sucedendo em nossas vidas não por um código de leis, mas através de um íntimo relacionamento com Ele, pela fé

Ao termos nossos ” rostos desvendados”, entramos no processo de contrição, ou seja, passamos a nos ver em contraste com Cristo, a ver sua santa perfeição em contraste com o que ainda falta dele em nós. Enxergamos o nosso estado, os nossos pecados.

5° Passo – Transformação – Devido a uma ação interior acontece uma mudança exterior. Transformar-se em quem? Nele mesmo, na sua própria imagem. Quem são os que mais vêem a Deus? Os anjos.E qual a característica, o adjetivo que eles mais destacam do que eles vêem em Deus? SANTO, SANTO, SANTO…! Isaías 6.1-4 e Apocalipse 4.8 confirmam o dito. E o seu Espírito que Ele fez habitar em nós é o que? SANTO ! E nós devemos ser o que? SANTOOOOOOS ! “Sede vós também perfeitos como perfeito é o vosso Pai que está nos céus”(Mt 5.48).

A vida cristã consiste em transformação. Se não mudamos é porque estagnamos. “E vivereis em novidade de vida”(Rm 6.4). Rejeitemos o complexo do “eu sou assim, eu vivi assim, vou ser sempre assim”; esse tal não tem andado devidamente com Deus. “Anda na minha presença e sê perfeito”(Gn 17.1c). “Transformai-vos pela renovação da vossa mente”(Rm 12.2), Anda mais quem vê mais.

O tempo cronológico de um cristão não será medido pelos seus anos de batizado, e sim, o quanto ele esteve diante da presença do único Deus verdadeiro e de Jesus Cristo, o enviado do Pai.

6° Passo – Mudança de mente – A “metanóia”(mudança de mente) continua. Com toda uma nova realidade de visão e entendimento, o que muda? A mente O alvo de Deus na conversão é a mente. Na santificação não é diferente, continua com a mente. Romanos 12.1-3 fala em “culto racional”, ou seja, da razão, da mente, “…transformai-vos pela renovação da vossa mente…” Daí adquire-se uma nova consciência sensível. Houve uma mudança de visão e, conseqüentemente, , uma nova dimensão de fé! Assim decide-se, na caminhada pessoal, glorificá-lo com uma nova maneira de viver. Aleluia! Não sejamos apenas emotivos, estes se tornam como ondas do mar. E cuidemos para que não “sejam corrompidas as vossas mentes” como diz em 2 Coríntios 11.3.

Não é em vão que no sistema da besta, neste presente século, tudo é voltado para uma alienação mental através dos instrumentos da mídia onde se desenvolve uma mentalidade anti-Deus. O diabo é sujo e rasteiro, vem com “sapatinho de lã” Fujam da aparência do mal. Cuidado com a música rock. Jovens cristãos têm ficado perturbados por ela. A quem você vai preferir imitar: o cantor de rap ou o seu pastor? Vivamos a santidade com coerência. A vida cristã consiste em andar em novidade de vida. Os incrédulos têm que enxergar Jesus em você. Tenha hombridade para assumir sua fé.A graça de Deus é para os humildes. Não a profane sendo orgulhoso. O trabalho é do Espírito Santo em você, mas a decisão de cooperar com Ele é sua.

7º Passo – Você deve perpetuar esta caminhada – Corresponda a Deus em tudo, em honestidade consigo mesmo. “Tá bom, Jesus, vou encarar.” E coopere com o Espírito Santo neste santo processo de extinguir as marcas do velho homem. Diga: Viva Jesus, já fui sepultado. Adeus eu, viva Ele. O Espírito Santo é o teu árbitro. Ele vai sinalizar, vai apitar quando houver faltas e vai governar tua vida (Colossenses 3.15 diz isto). Nunca se torne insensível a Ele, há o perigo da cauterização. Todas as coisas vão cooperar para o teu bem. Ele está nos polindo para a sua glória! Aqueles que incorporaram esta proposta estão de parabéns.

Com isto cresçamos na confiança da sua soberania. Soberano é aquele que está acima de todas as coisas. Nada acontece em vão. Deus faz com que todas as coisas cooperem para o nosso bem, segundo a vontade dele, ou seja, com o objetivo de sermos “conformes à imagem de seu Filho.”(Rm 8.29)

( Fica implícito que, em cada um destes passos, existem práticas cotidianas que são indispensáveis: a leitura das Escrituras, a oração, o jejum, o profetizar, o tomar a cruz e o negar-se a si mesmo, o serviço de proclamadores ao mundo e a relação nas juntas de discipulado e companheirismo(“o crescimento que procede de Deus” – Colossenses 2.19

No amor de Cristo, GRAÇA E PAZ !

(Texto editado por Telmo Weber, da palavra ministrada por Eduardo Boulhosa, presbítero em Salvador, Bahia, no último Retiro de Jovens, dias 02 a 05/02)


[/one_half]

Agenda 2017

Entre em Contato

Nos reunimos todos os domingos, 18 horas na rua Mali, 255, Vila Ipiranga, Porto Alegre.

E-mail: secretaria@igrejaempoa.com.br ou igrejapoasecretaria@gmail.com

Telefones:

3398-3285

3398-3284