[one_half]

Conduzindo o perfeito louvor

… ou seja, Investindo na Infância.

“Ouves o que estes estão dizendo? Respondeu-lhes Jesus: Sim, nunca lestes: da boca dos pequeninos e crianças de peito tiraste o perfeito louvor?” (Mateus 21:16)

Nesta citação do Evangelho de Mateus encontramos a única passagem em que Jesus declara que algo humano e perfeito aos olhos de Deus!

Mas qual o conselho de Deus com respeito a esta criança, à medida que cresce? “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele.” (PV. 22:6)

Mas o que tornou o que era perfeito vulnerável? Por que precisamos ensinar o caminho para que a criança não se desvie dele?

A resposta é simples e nos leva ao Jardim do Éden e a nossa raiz adâmica. Ao crescer, a criança toma consciência de si e de tudo que a cerca, com isso passa a absorver o conselho deste mundo, da árvore do conhecimento do bem e do mal, perdendo assim sua pureza.

Por essa razão, Deus foi tão enfático em Deuteronômio 6:5,6 e 7: “Amarás pois o Senhorteu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força. Estas palavras, que hoje te ordeno estarão no teu coração; Tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te e ao levantar-te.”

Sabem o que significa inculcar? É fixar firmemente no espírito ou na memória, um sentimento ou idéia. Desta maneira podemos perceber a seriedade com a qual Deus nos exorta a ensinar as crianças.

No Cântico da Salvação, em Isaías 54:13, lemos: “Todos os teus filhos serão ensinados do Senhor; e será grande a paz dos teus filhos.”

Mas o que aconteceu com esta paz? A Igreja pouco tem desfrutado desta paz, pois as famílias estão sendo destruídas e os filhos estão se perdendo. O povo de Israel, hoje nação, há muito desconhece o que é paz. E o mundo está imerso em guerras urbanas, religiosas, políticas e econômicas.

O próprio profeta Oséias já nos advertia sobre tudo isso, há mais de 2000 anos atrás, ao trazer a Palavra do Senhor, mas a revelação é tão atual que parece ter sido tirada da internet hoje: “Ouvi a Palavra do Senhor, vós filhos de Israel, porque o Senhor tem uma contenda com os habitantes da terra; porque nela não há verdade, nem amor, nem conhecimento de Deus.O que só prevalece é perjurar, mentir, matar, furtar e adulterar, e há arrombamentos e homicídios sobre homicídios. Por isso a Terra está de luto, e todo o que mora nela desfalece com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar perecem… o meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento… “ (Oséias 4: 1,2,3 e 6 a)

Não há verdade, porque não há Jesus nos corações, pois Ele é a verdade.
Não há amor, porque as pessoas estão distantes de Deus, que é amor.
Não há conhecimento de Deus, porque falta ensino.

“Jesus, porém, disse: Deixai os pequeninos; não os embaraceis de vir a mim, porque dos tais é o Reino dos Céus.” (Mateus 19:14)

E ainda, como mencionado na Nova Versão Internacional: “Então disse Jesus: Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos Céus pertence aos que são semelhantes a elas.”

A falta do ensino do conhecimento de Deus tem impedido muitas crianças de se achegarem a Jesus. A vontade de Deus para com os pequeninos está expressa claramente em Mateus 18:14, na parábola da centésima ovelha: “Assim, pois, não é da vontade de vosso pai celeste que pereça um só destes pequeninos.

Quem são estes pequeninos senão aqueles que precisam ser conduzidos para que não tropecem? Aqueles para os quais precisamos ensinar o caminho? E se o desejo do coração de Deus é que todos os pequeninos sejam salvos, não deve ser também o nosso?

Mas o que é ensinar?
- Ensinar é levar a aprender;
- Ensinar é influenciar;
- Ensinar a palavra de Deus é transmitir vida, pois Jesus é o caminho, a verdade e a vida. (João 14:6 a)

Observem a passagem de Neemias 8: 6,7 e 8: “Esdras bendisse ao Senhor, o Grande Deus; e todo o povo respondeu: Amém! Amém!, levantando as mãos, inclinaram-se e adoraram ao senhor, com rosto em terra. E Jesua, Bani, Serebias, Jasmim, Acube, Sabetai, Hodias, Maaséias, Quelita, Azarias, Jozabade, Hanã, Pelaías e os levitas ensinavam o povo na lei; e o povo estava no seu lugar. Leram no livro, na lei de Deus, claramente, dando explicações, de maneira que entendessem o que se lia.”

Hoje nós, filhos de Deus, é que somos os sacerdotes e adoradores que devemos ter o compromisso de ensinar a esta nova geração o conhecimento de Deus.

Quando aqueles que lidam com crianças têm esta consciência e este alvo estabelecido, não importa a função que exerçam junto a elas, todos estarão contribuindo para a edificação do Reino de Deus em suas vidas. Professores, pastores, pais e educadores cristãos têm diante de si um grande desafio e uma responsabilidade dada pelo próprio Deus. Muito além do entretenimento, por mais saudável que seja, Deus tem nos chamado como ministros dele, para pregar Sua palavra às crianças pois sabemos que “toda a escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça.” (2 Timóteo 3:16)

Mas, com podemos ensinar claramente a criança, de maneira que ela entenda?

Primeiramente, através de nossas vidas, de nosso exemplo, vivendo o evangelho de maneira integral, pessoalmente e em família.

Também, precisamos de um ministério forte e comprometido com o ensino do conhecimento de Deus às crianças na Igreja, que encare cada uma delas como uma parte efetiva do corpo de Cristo.

E, por fim, ensinando a verdade de modo criativo, nos utilizando de todos os instrumentos que Deus tem colocado à nossa disposição. É aqui que, com o foco correto, podemos nos valer das artes para comunicar, ensinar e transmitir a verdade às crianças. Ao participar de um musical,de um coral, de uma dança, de um jogral, de uma dramatização bíblica, de uma pantomima, de um teatro ou de uma apresentação de fantoches, a criança não só aprende o seu papel, mas a Palavra de Deus é inculcada no seu coração e, ainda, ela passa a realizar a grande comissão de pregar o Evangelho à toda criatura.

Investindo assim o conhecimento de Deus nas crianças, estaremos gerando ministros que, desde a mais tenra idade, cumprirão o propósito para o qual Deus nos criou:

PARA O LOUVOR DA SUA GLÓRIA!

Rosana Borba


[/one_half]

Confira Também

Agenda 2016

Entre em Contato

Nos reunimos todos os domingos, 18 horas na rua Mali, 255, Vila Ipiranga, Porto Alegre.

E-mail: secretaria@igrejaempoa.com.br ou igrejapoasecretaria@gmail.com

Telefones:

3398-3285

3398-3284