[one_half]

Finanças dos discípulos

Além de todas as considerações e princípios bíblicos já estabelecidos sobre sermos mordomos de todas as coisas que pertencem ao Senhor, de vermos que tudo Lhe pertence, de cultivarmos de modo prático a generosidade, assim como o Senhor é generoso para conosco, queremos colocar alguns conselhos práticos sobre a vida financeira dos discípulos de Cristo. Aqui estão:

1.Os casais de discípulos devem compartilhar as decisões e controle da vida financeira, por várias razões:
a) Se um tende a gastar indevidamente, o outro o ajuda a controlar-se;
b) Se ambos são gastadores, podem combinar o “policiarem” um ao outro, quanto a esta tendência;
c) Dois sempre decidem melhor do que um;
d) Os maridos “mandões”, que nada das finanças compartilham com as esposas, são os que mais perdem nesta área. Portanto, nada deixemos para o inimigo neste caminhar da vida financeira da família.

2.Evitem sempre o supérfluo. É claro que o supérfluo para alguns não o é para outros, mas todos devemos economizar, não só para atender os imprevistos, como para abençoar a outros com recursos financeiros.

3.Devemos fazer um orçamento mensal, arrolando contas a pagar, contribuições a fazer, para nosso controle e disciplina. Isto não quer dizer que ficamos prisioneiros, mas que desejamos fazer o melhor sob a bênção do Senhor.

4.Devemos fazer apenas dívidas necessárias, com a devida previsão de pagamento e dentro de nossos recursos. O princípio para todos é: não dever nada a ninguém, exceto o amor, como está em Romanos 13.8.

5.Cartões de crédito e cheque especial são fontes de tentação para muitos. Alguns até os incluem na sua “receita”. Coitados destes. Se você os possuir somente faça uso deles com segura previsão de recursos. Juros que parecem pequenos rapidamente se transformam em gigantes para atrapalhar o sono e o sossego dos casais

6.Os problemas financeiros afetam outras áreas da vida de uma família: os relacionamentos se desgastam, a vida se torna uma rotina de preocupações e correrias atrás de recursos, as pessoas não tem olhos para ver o bom e o belo de Deus ao seu derredor; a consciência fica machucada por sentimentos de culpa e a paz vai embora, inclusive nas relações do casal, e até a saúde é afetada.

7.Ore continuamente a respeito de sua vida financeira. Ponha isto dentro do mandamento apostólico: Orai sem cessar (1 Tessalonicenses 5.17). Mas ore mesmo! O tempo de oração a respeito deste assunto será economia considerável que muito pesará! Diminuirá o tempo de preocupações e desalentos. Até que estes desapareçam! Aleluia!

Moysés Cavalheiro de Moraes


[/one_half]

Agenda 2017

Entre em Contato

Nos reunimos todos os domingos, 18 horas na rua Mali, 255, Vila Ipiranga, Porto Alegre.

E-mail: secretaria@igrejaempoa.com.br ou igrejapoasecretaria@gmail.com

Telefones:

3398-3285

3398-3284