[one_half]

O CUIDADO DAS VIÚVAS

Se há um tema que a Bíblia repete várias vezes este é o das pessoas desamparadas, dos pobres, dos abandonados, dos destituídos de tudo.

Especial carinho Ele demonstra às viúvas e aos órfãos, certamente porque estas duas classes de pessoas perderam seus protetores naturais: pai, mãe, maridos. E como o coração de Deus é um coração de Pai e também de Esposo, vemos Sua Palavra fazendo lindas afirmações como estas:

* “Senhor é o seu nome, Pai dos órfãos e juiz das viúvas” (Sl 69.5)

* “Ele faz justiça à viúva…dando-lhe pão e vestes” (Dt 10.18)

* “O teu Criador é teu marido…Ele te chamou como mulher desamparada e de espírito abatido…” (Is 54.5,6)

Falando com seu povo no Antigo Testamento, o Senhor, várias vezes, dava palavras de ordem com respeito às viúvas:

* “A nenhuma viúva afligireis…” (Êx 22.22).

* “Não oprimais a viúva” (Zc 7.10)

* “Aprendei a fazer o bem…pleiteai a causa das viúvas” (Is 1.17)

 

No Novo Testamento vemos várias referências às viúvas. Jesus criticou duramente os religiosos fariseus porque, entre outras coisas, “…devoravam as casas das viúvas” (Mt 23.14), isto é, espoliavam “legalmente” seus bens, agora que elas não tinham mais seus maridos para cuidar delas, obrigando-as a fazerem “doações” às causas religiosas (parece algo moderno, não?) e assim causavam-lhes vários prejuízos. Até a igreja primitiva em Jerusalém teve problemas com suas viúvas. Atos 6.1 diz que “…as viúvas dos helenistas (cristãos de origem grega) estavam sendo esquecidas na distribuição diária”.

Por ser este um assunto sério e importante, os apóstolos tiveram de colocar princípios para que houvesse ordem quanto a isto. O trecho mais extenso das epístolas sobre este assunto está em 1 Timóteo 5.13 a 16, de onde extraímos algumas preciosas verdades:

1) As verdadeiras viúvas tem de ser honradas.

2) E o que são as verdadeiras viúvas? O próprio texto responde: a que não tem amparo nenhum, a que espera em Deus e persevera em súplicas e orações; a que tenha sido esposa de um só marido, dado testemunho de boas obras, criado filhos, exercitado hospitalidade, lavado os pés dos santos, socorrido a atribulados, vivido na prática zelosa do bem e ainda devia ter mais de sessenta anos. (Convenhamos: se hoje em dia continuássemos aplicando estas regras, poucas passariam no teste).

3) Compete, em primeiro lugar, aos familiares o cuidado delas (filhos, netos e demais parentes), exercendo piedade e recompensando-as por seu esforço e isto para que a igreja não fique com sobrecarga (v. 4 e 16). Isto será “aceitável diante de Deus”.

4) Há aquelas que não são verdadeiras viúvas, são “levianas contra Cristo”, são as “ociosas, tagarelas e intrigantes” e que gostam de andar de casa em casa falando o que não devem (v.13).

 

Queridos irmãos: diante de tudo o que foi exposto, resta-nos perguntar. Estamos cuidando bem de nossas viúvas? Para alguns parece tão cômodo colocá-las num lar de velhos, pois “já estão estorvando”. Podem ter certeza que esta é uma das experiências mais dolorosas de uma pessoa

idosa. Num momento de sua vida que tanto precisam estar no aconchego da família, elas irão sentir-se profundamente rejeitadas e não amadas se tiverem de sair de casa. Que Deus nos livre de tal atitude e nos leve a dar gestos de carinho e amor até o fim da vida dos nossos amados “velhinhos” (viúvas ou não) que o Senhor nos pediu para cuidar. Esta é a verdadeira honra!

(T.P.Weber)


Tags: , , , ,

[/one_half]

Confira Também

Agenda 2016

Entre em Contato

Nos reunimos todos os domingos, 18 horas na rua Mali, 255, Vila Ipiranga, Porto Alegre.

E-mail: secretaria@igrejaempoa.com.br ou igrejapoasecretaria@gmail.com

Telefones:

3398-3285

3398-3284